A MUDANÇA

30/06/2011 17:01

 

O Universo se manifesta de infinitas, curiosas e criativas formas.
E sempre consegue transmitir o recado, mesmo quando, por uma razão ou outra, temos dificuldades em ouvi-lo. Ruídos vários, muitos outros afazeres, algum tipo de estresse ajudam a perturbar nossa recepção.
Nesses casos, onde a dúvida persiste, sempre aumenta a intensidade da ação e a força empregada na persuasão. Foi assim para este boletim e as mensageiras escolhidas são duas pessoas especiais. Primeiro, a Leila Brasília, filha da Terrinha que escolheu morar na Itália e o reforço no ‘pito’ veio pela Sil Partucci, amiga argentina que vive em Salvador. Somente isso já é peculiar, especial, mostra a preciosa diversidade na origem e no destino, a troca pontual que acontece entre as almas em sintonia, quando querem espalhar o bem e a felicidade.

Sim, foi este sentimento que experimentei ao reencontrar, desta vez ao vivo e em cores, na Internet, um autor que muito me ajudou desde 1986, quando se deu a primeira e profunda transformação de minha vida.
O nome dele é Wayne Dyer, um americano que escreveu inúmeros livros de auto-ajuda, um termo que foi hoje substituído amplamente por “autoconhecimento”.
Foi como reencontrar um velho amigo, um irmão, uma pessoa íntegra, sensível, positiva, coerente, aberta e profundamente humilde em toda sua sabedoria. Fiquei feliz e motivado ao perceber o quanto ele evoluiu desde seus primeiros livros, em permanente transformação, tendo finalmente encontrado “A Fonte”, passando a viver uma vida realmente nova, que fizesse mais e mais sentido, conseguindo se livrar das limitações do ego e do controle externo que ainda o levavam a competir com outros autores, balizado pela cobiça dos editores e pelos números das vendas de seus livros que o viam cada vez mais em evidência na lista dos Best-sellers nos EUA.

De repente, num momento de iluminação, Wayne inicia sua viagem espiritual, afastando-se de vez dos valores distorcidos do ego, de todos os tipos de apego e dogmas passados pela família, pela sociedade, pelas religiões, que visam principalmente o sucesso que está ligado à fama, ao realizar, ao competir, ao lutar por mais coisas, a conquistar mais notoriedade, a acumular mais dinheiro, a exercer sempre o controle total das situações.
A ser o número um em tudo.

Enfim, o salto quântico acontece e ele, insatisfeito em seu íntimo, finalmente pronto para a grande mudança, procura com perseverança encontrar e realizar sua missão de vida, buscando inspiração na Natureza, integrando-se ao Todo, sentindo-se parte ativa da Criação, tornando-se um ser gentil, suave, flexível, leve, simples, vivendo da melhor forma o presente, sem expectativas ou planejamentos, inspirado unicamente pela voz interior a viver o agora em toda sua plenitude... sentindo-se guiado por algo superior, livre de medos e com renovado entusiasmo; a magia de fato acontecendo...
Iniciava, deste modo, uma jornada que não admitia desistências ou recuos... cheia de momentos inesquecíveis, de bem-aventurança, de novas sensações, aromas, imagens e muita Luz, onde tudo o que é preciso virá até nós, bastando apenas que estejamos disponíveis, abertos, conectados.

Recebo diariamente muito material e o vídeo protagonizado por ele quase me desanimou a princípio; são mais de duas horas, mas algo me dizia que ia valer a pena cada minuto e fiz de tudo para conseguir assistir. Estou agora revendo-o segunda vez...
Emocionei-me profundamente. Fui tocado direto na Alma e sei que muitos também sentirão algo especial, indescritível, principalmente se já se encontrarem no entardecer de sua vida, maduros e vacinados contra as ilusões do mundo, mas em busca de algo que possa fornecer um propósito para nossa existência, um chamado a mudar, transformar, dar um sentido a cada um de nossos dias, doando-se e servindo à Luz, finalmente vibrando a Unidade e não mais a separação de Deus, do Todo.

Somos A Fonte, seres divinos com propósito divino e podemos confiar Nela sabendo que tudo quanto é necessário ao nosso desenvolvimento acontecerá no devido tempo, desde que estejamos abertos, sem que tenhamos de lutar, de sofrer para conseguir.
O silêncio, a introspecção nos conectam com a Fonte, com a inspiração, sentindo ou recuperando a confiança, a certeza de que tudo, tudo mesmo, tem seu propósito e que vem para melhorar, ainda que pareça ser algo que não merecíamos ou que consideremos improvável de acontecer. Tudo, absolutamente tudo, está sempre em divina ordem...
E isso é retratado na obra de forma magistral, sutil, cativante e alegre. Várias histórias paralelas -todas com final feliz-, formam um fio condutor que agrada, entretém e mostra exemplos bem focados de mudanças possíveis e de como o Universo conspira para que nossa caminhada seja pontuada pela magia, o amor incondicional, a paz, a felicidade e o perdão. Vamos fazer nossa vida valer a pena? Fazer dela uma obra de arte?
Tudo sempre começa com um primeiro passo...
E, de um dia para outro, acontece o grande salto...
Merecemos vivenciá-lo agora, já. A Fonte nos encoraja, apóia, sustenta e deseja que logo celebremos e compartilhemos juntos!
Espero de coração que V. possa encontrar tempo e a vontade de assistir ao filme clicando aqui.
A locução original é em inglês e as legendas estão em espanhol, mas não se assuste se não fala este idioma, pois é tudo muito simples e irá acariciar a sua Alma...
Desejo muita transformação em sua vida!

Agradeço aqui os queridos e pacientes Guias e mais a turma toda que permite que o site exista: Rodolfo, Sandra, Teresa, Marcos, Anderson, Ian, Lidiane... e Você!

Namastê (O Deus que É em mim saúda o Deus que É em Você).
Sergio STUM