ABRIR MÃO DA ANSIEDADE É UMA DECISÃO

21/07/2016 22:49

 

O que mais aterroriza uma pessoa ao considerar a possibilidade de fracassar não é o fracasso em si, mas sim o medo de ser julgado e condenado pela sociedade, pelos amigos e pela família. O maior medo que uma pessoa sustenta dentro de si ao pensar na possibilidade de não “chegar lá”, é o medo que ela sente de ficar só e de perder as pessoas das quais considera importantes.

É preciso que se compreenda exatamente quais são as raízes da ansiedade que vem te atormentando, pois essa ansiedade e esse frio na barriga que o faz acordar na madrugada é apenas um nome que se dá para o medo que você sente ao pensar que alguma coisa possa acontecer, ou que possa não acontecer.

É natural ter apreço pelas pessoas e, de certa forma, tentar atender as demandas e as expectativas que elas depositam em você. Mas isso não deve ser o seu principal fator motivacional. Isso não pode e não deve ser o seu objetivo de vida. Você não deve atribuir o seu sucesso baseado naquilo que os outros consideram como tal, pois passar a vida inteira se preocupando com o que os outros vão pensar de você, e fazê-la de um instrumento para tentar fazer os outros felizes, sempre irá fazê-lo uma pessoa tensa, preocupada e cheia de medos. E isso em algum momento desencadeará em doenças emocionais e físicas que afetarão todo o seu ser.

Para que seja possível encontrar algum tipo de paz é necessário que você perca esse impulso de tentar atender as demandas que o mundo deposita em suas costas. Toda tentativa de agradar alguém gera ansiedade e medo de não conseguir realizar esse feito. Isto é, você passará mais tempo pensando na desgraça toda que pode acontecer se não atingir o seu objetivo do que focado em realizar-se pessoalmente fazendo aquilo que realmente gosta. O foco da sua atenção estará voltado para o seu medo e essa energia emanada para universo retornará para você pelo fato de ter sido o seu ponto de atenção, fazendo com que o seu pior pavor vire realidade. E tudo isso terá sido uma criação sua. Não adianta reclamar com Deus, achar que não tem sorte e que é uma vítima do mundo. Essa experiência foi totalmente conduzida por você e você é o único responsável. Não existe ninguém que possa ser responsabilizado, somente você mesmo.

Isso é o que acontece quando não se está na verdade. Achar que quer algo só porque os outros lhe disseram que é isso que você deve querer fez com que você ingressasse numa viagem completamente projetada na ilusão, ou seja, a viagem para fora, e não para dentro.

Como pode ser possível ser feliz fazendo o que não gosta? Como é possível você ser bom para os outros se você está sendo um carrasco para você mesmo? Que tipo de amor você sente por essas pessoas, se você não tem um pingo de amor por você mesmo?

Para que seja possível se tornar uma pessoa amável, para que você possa ser bom para alguém, e para que você possa ser tornar uma pessoa verdadeiramente altruísta, é necessário que primeiramente você esteja se amando e sendo bom consigo mesmo. É impossível fazer alguém feliz se você não é feliz. Você não pode oferecer ao mundo algo que não possui dentro de si. Isso é uma insanidade e é por isso que este planeta é um manicômio. Só podemos oferecer ao mundo aquilo que possuímos dentro de nós mesmos. E se você não se ama é porque ainda não acessou o verdadeiro amor, portanto qualquer coisa que venha a ofertar ao mundo não será amor, e sim o mais verdadeiro e puro sentimento de medo.

 

Diogo Beltrame