CONFIE NA TERRA

04/01/2014 12:50
 

Mensagem da Terra
canalizada por Pamela Kribbe
em dezembro de 2013


Querido Amigo,

Eu Sou a voz da Terra.
Sinta a minha presença dentro de você e sob seus pés.

Estou presente em seu corpo; fluo através das suas células. E é através do seu corpo que você está conectado com a natureza, com tudo ao seu redor que cresce, vive e respira. Perceba a presença viva da natureza à sua volta aqui, neste momento.

Sinta as árvores ao redor deste edifício, a terra sobre a qual ele se assenta. Sinta as plantas, os pássaros e as árvores. Se observar mais de perto, poderá perceber como sua presença afeta esses seres vivos também. Não é só você que os percebe; eles também o sentem.

Até mesmo este edifício está vivo porque todo o material do qual ele foi feito originalmente contém a energia da Terra. Existe consciência em tudo à sua volta. A matéria é consciência animada. Sinta essa energia, a consciência, neste edifício, na história dele e no que você traz para ele. Geralmente você subestima o efeito que a sua simples presença provoca.

Agora, mergulhe mais profundamente em seu corpo. Do mesmo modo que observou o seu ambiente com a sua consciência, observe agora o seu corpo de um modo muito objetivo: sinta sua cabeça, sua garganta, seu peito. Depois se aprofunde mais no seu abdome e sinta a minha energia – eu o guiarei. Dou-lhe as boas-vindas, quando faz isso.

Eu também estou viva; tenho uma consciência própria. Sinta como eu o ajudo, levando-o mais profundamente para dentro do seu corpo, enquanto você percorre sua espinha dorsal até o cóccix. Sinta minha energia nutridora, pois eu sou sua mãe. Sinta-me em suas coxas e joelhos, panturrilhas e tornozelos e em todas as partes dos seus pés.

Hoje, permaneceremos aqui, nesta parte do seu corpo. Existe uma velha ideia incutida na mente das pessoas, que a inspiração vem do alto, que o entendimento espiritual profundo nasce de uma conexão com o celeste, com o cósmico, com aquilo que está acima de você. Mas hoje eu lhe peço para prestar atenção ao que se encontra abaixo de você, ao solo sob seus pés… à Terra vivente.

Assim como muitas outras pessoas, você pode ter experimentado dores, decepções, tristezas profundas ou solidão, que ficaram alojadas em seus chacras inferiores.

Como resultado, sua sensibilização ascendeu junto com sua consciência – ela deixou seu corpo, por assim dizer – porque todas as emoções que você teve no plano terreno foram dolorosas demais para você suportar. Compreendo isso, e também entendo o quanto é difícil descer totalmente para uma área do seu corpo que se sente tão vulnerável. Isto requer uma entrega profunda, uma profunda fé na vida.

É perfeitamente humano construir uma armadura de proteção sempre que você se sente seriamente prejudicado. Entretanto, essa armadura o mantém afastado da vida; ela o priva das suas forças mais intensas. E você não pode viver assim, porque isso o restringe, como se você estivesse numa prisão.

No entanto, o fluxo da vida, o poder da alma, é sempre mais forte do que as prisões que você constrói dentro de si. Partindo da sua alma, há sempre um novo impulso, uma força motivadora que o leva a se abrir e se render à vida e a tudo que existe.

As feridas emocionais que você sofreu são aquelas que lhe foram infligidas aqui na Terra. Podem ter ocorrido nesta vida ou em vidas passadas, mas como foram sustentadas aqui na Terra, e estão na memória da sua alma, você acabou associando a Terra a um lugar violento, grosseiro, assustador e ameaçador.

Quando volta para cá, encarna novamente e ouve mais uma vez o chamado da sua alma – que vem bater à sua porta repetidas vezes, pois não se pode detê-la – você provavelmente é capaz de se abrir a esse chamado no nível do coração.

Mas, se você se aprofundar mais no seu corpo, é possível que isto se torne tão assustador, que acabe afastando sua consciência dessa região do seu corpo. E então, você se torna um ser dividido.

Uma parte de você diz “sim” e quer seguir adiante, ao perceber o brilho e o convite de um novo tempo. Mas as partes abaixo do seu coração, seus chacras inferiores, não ousam se envolver e então permanecem fechadas.

Hoje quero lhe oferecer uma forma de recuperar a confiança nessa sua parte.

Gostaria de salientar que os medos que você carrega consigo se originaram principalmente na sociedade humana do passado, com as energias que prevaleciam então, pelas quais você se sentiu rejeitado e indesejado.

Mas lembre-se que você também tem uma conexão com a própria Terra – comigo – independentemente de todas as formas de pensamento humanas e energias coletivas que envolvem este planeta.

Eu também gostaria de me libertar dessas energias negativas. Também estou num caminho de crescimento interior e evolução, e estou passando por um processo de renascimento. Vou emergir em um novo tempo, no qual há mais harmonia entre os seres humanos e a natureza.

Conectando-se comigo, com a consciência que está tão ansiosa por acolhê-lo aqui, você apaga as lembranças de dor do passado.

Experimente.

Permita que seus chacras inferiores – os do seu abdome e pernas – sejam preenchidos com o poder da Terra. Quero lhe oferecer algo… uma jornada orientada e curta… para ajudá-lo a sentir esta energia mais plenamente.

Existem vários tipos de reinos da natureza ao seu redor, ricamente habitados por diversas criaturas que vivem na Terra. Cada uma oferece sua própria contribuição como parte do todo. Peço-lhe que pense agora numa árvore, uma árvore sólida, grande, bem enraizada, que está de pé há muito tempo.

Sua copa se eleva em direção ao céu, enquanto suas raízes se estendem profundamente no solo. Encontre-se com a essência dessa árvore e, com sua sensibilidade, sinta seu poder silencioso, estável, aterrado. Desça às raízes dela. Sinta como esse ser vive, cresce e irradia sua energia na Terra.

Sinta o que essa árvore tem para lhe oferecer, que aspecto da energia dela lhe chama mais atenção. Deixe que essa energia flua através de você e receba-a. E sinta o que a árvore quer receber de você, porque em tudo existe uma troca. Ela sente a sua presença, exatamente como você sente a presença dela. A árvore também é uma energia viva e está consciente de você. Observe como ela vivencia a sua visita.

Gostaria de lhe dizer mais sobre esta experiência.

Você geralmente se enxerga como o grande depredador da Terra, aquele que polui a Terra e perturba seu equilíbrio natural. Até certo ponto, isto é verdade, porque há uma profunda desarmonia entre os seres humanos e a natureza neste momento.

Mas quero lhe recordar que eu, a Terra, e todos os meus reinos da natureza, o acolhemos com prazer. Você é bem-vindo na Terra. Nós gostamos e nos beneficiamos da sua presença e energia. Você vem aqui para trazer algo novo e excepcional: o compartilhamento da sua luz estelar e sabedoria cósmica.

Num certo sentido, você, assim como todos os seres humanos, é um visitante aqui. Por um lado, você é parte da Terra, um ser físico como os animais e as plantas. Mas, ao mesmo tempo, você vem à Terra para trazer algo mais, um modo de ser totalmente novo.

Você tem a liberdade, o livre-arbítrio. Você pode se desenvolver, pode canalizar Luz para a Terra, algo que dá um novo impulso a toda a vida aqui. Sinta, por um instante, a interação entre seres humanos e a natureza dentro dessa árvore.

Sinta que essa árvore gosta e fica feliz com a sua presença, pois esta põe algo em movimento, que é simplesmente o fluxo do amor. É isto que você é na verdade, e que afeta profundamente a árvore. Você pode perceber isto facilmente no seu próprio ambiente, no seu jardim, nos seus animais de estimação. Quando você interage intimamente com eles, eles lhe dão algo em troca.

Peço-lhe agora que escolha um animal que deseja vir até você para esclarecer alguma coisa. Permita que ele surja em sua imaginação.

Um animal deseja vir a você para ajudá-lo a se sentir bem e seguro na Terra e bem conectado com o solo sob seus pés, de modo que você esteja pronto para se expressar com segurança e confiança. O animal conhece essa segurança, esse refúgio. Por natureza, ele é uno com a Terra, e não tem dúvidas sobre seu direito de existir. Ele simplesmente existe, vive, respira e cresce.

Entre, com sua consciência, nesse animal. Permita-se fundir com ele, facilmente. Sinta por, uns instantes, a ausência dos processos de pensamento nesse animal. Ele não é atormentado pelo pensamento excessivo do jeito que os humanos são. Sinta como a natureza flui sem esforço através desse animal.

Receba o que você precisa, tudo o que o sensibilize nesse animal. Sinta o quanto ele o aproxima da Terra. Sinta a pureza, a integridade desse animal. Perceba o que o animal sente a respeito da sua vinda aqui, e como você funde sua energia com a dele. Sinta que sua energia é bem-vinda, que ela sensibiliza algo no animal, que lhe faz bem, e lhe dá um impulso. Há uma interação entre vocês dois.

O que seu animal lhe pede é que você se familiarize com as energias da natureza para que comece a se sentir em casa na Terra, e saiba que há um lugar aqui para você; e, para colocar isto em termos mais fortes, que os reinos da natureza estão esperando por você. Nós queremos ser inspirados pela energia que você traz. Em troca, queremos recebê-lo, de modo que você se torne parte da nossa totalidade. Você é muito bem-vindo aqui.

Sou grata por sua coragem e perseverança. Estamos nos movendo em direção a uma nova era na Terra. Nessa nova era, é essencial que os seres humanos e a natureza voltem a trabalhar juntos a partir de uma conexão interior. Tudo tem consciência e cada um deseja cooperar com os outros. É assim que deve ser. Toda criatura natural sente que faz parte do todo.

Meu desejo mais profundo é que você também saiba que faz parte do todo aqui na Terra; que você vivencie seu Lar, não apenas como um Lar de origem cósmica, mas junto com todas as criaturas vivas ao seu redor.

Celebre a vida com tudo que existe aqui.
Esta é a grande tarefa que se encontra diante da humanidade hoje.

E isto levará a Terra à realização e transformará todos os humanos em seres alegres e inspirados.


http://stelalecocq.blogspot.com/2014/01/confie-na-terra.html
© Pamela Kribbe - www.jeshua.net
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
www.jeshua.net/por
Grata Vera!

LUZ!