Economia do compartilhamento substituirá o capitalismo

16/02/2016 08:58

“Mercados estão começando a dar lugar a redes, a posse está se tornando menos importante do que o acesso, a busca do interesse próprio está sendo moderada pela pressão de interesses colaborativos e o tradicional sonho de enriquecimento financeiro está sendo suplantado pelo sonho de uma qualidade de vida sustentável. [...]
[...] compartilham carro, casa e até roupas em sites de mídia social, locadoras, clubes de redistribuição e cooperativas a um custo marginal baixo ou de quase zero. [...]
Atualmente, mais de um terço da raça humana está produzindo a própria informação e compartilhando-a por meio de vídeos, áudios e texto por um custo marginal próximo de zero. Essa revolução está começando a afetar setores como a indústria e a educação. [...] 
Dentro das próximas duas ou três décadas, esses produtores-consumidores estarão produzindo e compartilhando energia renovável, assim como bens físicos e serviços. E, dessa forma, levando a economia mundial a uma nova era: um tempo em que as coisas serão praticamente gratuitas.” – Trecho do livro “Sociedade com Custo Marginal Zero”, de Jeremy Rifkin, que prevê a substituição do capitalismo pela economia do compartilhamento - Via Syara de Noronha.

“Vamos fixar no espaço do coração este conceito. O que é bom para todos é bom na medida de sua necessidade e participação individual. Não é nem o que chamam de comunismo, nem o que chamam de capitalismo. O comunismo não respeita a individualidade e o capitalismo está além da necessidade. Conseguem compreender que é um terceiro conceito?” – Codex, sobre a Lei da Coletividade.

Emoticon heart unaversidade.org/movimento

 

 
Trecho do livro “Sociedade com Custo Marginal Zero”, do futurólogo americano Jeremy Rifkin, que prevê a substituição do capitalismo pela economia do…
PARTIDOPIRATA.ORG