EXPLICANDO MELHOR OS ABRAHAM...

28/05/2013 11:17
 

EXPLICANDO MELHOR OS ABRAHAM ...
Por Lu Lima


"Na maioria dos processos, a maioria das pessoas apenas usa umas às outras como suas desculpas para se desconectarem do Fluxo. E, daí, justificam o sofrimento até que alguém menos desconectado ganhe o processo. Mas, isso ainda é um exercício de desconexão da Fonte de Energia que pensamos nunca valer o preço da recompensa, não importa quão valiosa seja a recompensa judicial."

[Abraham]


PerguntaOlá, Lu! Poderia explicar melhor? Obrigado

Resposta: O que os Abraham estão dizendo é:

Você está reclamando, chateado, porque acha que seus patrões não deveriam ter lhe tratado como te trataram (na verdade, você é quem deixou que eles te tratassem como acha que eles te trataram)... e aí você os coloca no "pau" (que é a gíria comum, pelo menos em São Paulo, para "processá-los judicialmente").

Você está desconectado.
Os Abraham, então, dizem "Não faça isso". 

E está em bastante coerência com a outra citação que enviei hoje (a do:  Se o homem compreendesse que “o que eu crio não tem nada a ver com o que os outros estão criando”, então ele não seria tão receoso do que os outros estão fazendo.)



Outro exemplo: você se casa com alguém e esse alguém namora outro alguém enquanto está casada com você. Aí você se sente traído, ferrado, injustiçado. Você resolve ferrar também com a pessoa que fez isso com você.

Você está desconectado. 
Os Abraham, então, dizem "Não faça isso". 

Novamente, tudo a ver com a outra citação que enviei hoje (citada aí em cima).

Mais exemplo: você empresta dinheiro a alguém e esse alguém não lhe paga. Aí você se sente feito de bobo, com raiva. E mete um processo na pessoa ou resolve perseguir a alma dela até o inferno.

Você está desconectado. 
Os Abraham, então, dizem "Não faça isso". 

Ou seja, todas as vezes em que você cria algo de que não gosta é porque está desconectado.

Eu sei...eu sei... 90% de nós (ainda nessa evolução xinfrim em que dizemos estar) vai dizer:  "Estes Abraham são loucos, isso não é verdade!"

Mas estes mesmos 90% vão dizer:  "Eu acredito que eu crio minha realidade, foi assim que eu criei minha fortuna, minha boa sorte, meus bons relacionamentos".

Quer dizer, quando o troço é bom, sou eu quem crio.
Quando o troço é ruim...o que acontece?

"Ah, foi o outro, aquele infeliz, mau caráter, demônio...é por isso que a humanidade não vai pra frente; se todo mundo fosse como eu, aí sim o mundo seria um lugar perfeito".

Pois é....todo mundo é como eu.
Então eu realmente vivo num lugar perfeito.

E assim como todo mundo não percebe que vive num lugar perfeito, eu também não percebo.

E assim como eu crio minha realidade (no troço bom e no troço ruim), eles também estão criando a realidade deles.

E aí...somos todos farinha do mesmo saco.

Entao você fala:  "Mas, Lu, desse jeito o mundo seria um lugar injusto! Se eu deixo os outros fazerem injustiças comigo!".

E aí você esqueceu a citação segunda (a do "o que eu crio, não tem nada a ver com os outros").

E aí vc me olha com cara de "tá dando um frio na barriga... "

E aí eu te digo:

Ninguém disse que seria fácil.
Mas ninguém disse que seria impossível...

Amores,
Lu

Texto enviado por Lu Lima ao Grupo Abraham Hicks_Brasil
Espaço Criando
Grata Lu!

LUZ!