FAZER

22/07/2011 17:41

Fazer
 

 

:: Saul Brandalise Jr. ::

 

A maioria de nós comete um equívoco brutal, que é confundir "realizar" com "pensar em realizar".
Outra expressiva maioria confunde "seguir" com "caminhar". Quando se segue, não se tem a correta consciência do certo e tampouco do errado.
Quando se segue, não se pensa; portanto, não se avalia.

O melhor aprendizado é aquele em que o indivíduo (portanto, único e não dividido) consegue entender seus equívocos e evolui com esta análise.
Desta forma, a tarefa mais importante de um ser humano é, sem qualquer dúvida, saber pensar, lembrando que a evolução vem com a implementação e a realização de suas tarefas.
Nossas existências no planeta, ou vidas -como queiram- são concedidas com muito custo e são para que aqui venhamos com a finalidade de REALIZARMOS e, assim, aprendermos.

Só resgataremos, só evoluíremos, só seguiremos ir em frente de forma inteligente, se realizarmos e, portanto, aprendermos a forma correta de concluir uma tarefa.
Os que nada fazem... Nada aprendem. Os que seguem podem se tornar fanáticos, obtusos.

Os que querem em pouco tempo acham que o dinheiro é tudo.
Os que se envolvem em criticar, um dia vão perceber que pouco ou nada progrediram.
Os que só lêem e nada aplicam, são meras culturas inúteis.
Existe um livro, grande, grosso, cheio de estórias interessantes, que muitos consideram como a salvação e não percebem que ninguém precisa ser salvo de nada. O que efetivamente precisamos é aprender como nos comportarmos, não fazendo aos outros o que não queremos que façam para nós.
O que poucos se dão conta é que hoje somos o fruto das decisões que tomamos até ontem. Portanto, somos o único timoneiro do nosso barco.

Dias atrás, conversei com uma moça que para poder se ver livre da mãe, que era uma eminente adestradora, casou com um rapaz... Deu certo o casamento? Claro que não.
Falei com uma mãe que reclamava muito de sua filha porque ela não dava valor para as coisas e não queria trabalhar, apesar de já ter mais de 20 anos. Ganhou um salão de beleza de presente e não sabia o que fazer com ele. Quando ia até lá, só sabia pegar o dinheiro do caixa para sair gastando. Seu pai esqueceu de lhe ensinar a conseguir, a vencer obstáculos e, assim, fazer por si. Sempre lhe deu tudo o que ela pedia...

Nossas crenças é que nos impõem limites. A forma como somos educados ou adestrados é que nos faz estacionar, ou impulsiona a evolução e o nosso crescimento.
São as religiões que estabelecem para nós limites por vezes absurdos. É nossa inércia que, igualmente, nos estabelece limites.

Entre no Google, olhe para o Universo descoberto e pesquisado pelo Hubble e comece a se perguntar: O que sou eu? Que planeta é esse? Que vida é esta que estou levando? Qual o tamanho da minha ignorância?
Feito isso, comece a decidir a seu favor. Não siga ninguém... Um dia, faz anos, vi um catador de lixo em Florianópolis que tinha escrito em seu carrinho:
"Não me siga, também estou perdido!
Faça o mesmo. Siga a sua intuição. Aprenda a decidir a seu favor, e deixe de permanecer perdido.

Sei que nos veremos.
Beijo na alma