MAIS DO MESMO

25/06/2013 12:18
 

Por Jean Tinder
Editora do Shaumbra Magazine, 
Professora do Círculo Carmesim


Vocês já imaginaram por que algumas pessoas parecem ter toda a diversão, toda a boa fortuna e vivem uma vida charmosa, enquanto outros, não importa o quanto eles queiram que seus sonhos se manifestem, nada nunca muda?

Conheço muitos Shaumbra que estão frustrados porque as coisas não estão fluindo em suas vidas, apesar de tudo o que eles escolhem, imaginam e ordenam. Mas, na verdade, a vida está respondendo ao seu verdadeiro chamado e manifestando-o com precisão. Vejam, às vezes a criação é um desafio porque eles tornaram a sabedoria em makyo.(*)

(*) Nota Stela -  Makyo = distrações, ilusões, "dramas"....

Quantas vezes vocês ouviram: “Eu estou escolhendo abundância. Eu estou ordenando que a energia me sirva. Mas quando ela vai aparecer em minha vida??”

É uma pergunta legítima. Afinal Tobias declarou: “O universo conspira para satisfazer os seus desejos”.

Adamus diz: “Toda energia serve o Mestre”.

Abraham e outros professores dizem que tudo depende de sua vibração. Assim se eu estou desejando, ordenando e vibrando com o que eu quero, por que não vem? Talvez porque a criação exige a minha participação ativa.

Não é o suficiente eu dizer: “Eu quero isto, eu escolho aquilo”, e então sentar e esperar porque é assim que eu estou participando em minha vida.

As pessoas gostam de falar sobre a Lei da Atração, acreditando que se eles enviarem um sinal claro o suficiente tudo virá flutuando em um tapete mágico. Mesmo assim nada nunca muda em suas vidas porque aquele “sinal claro” nada mais é do que um sonho desejoso.

Ele tem um mínimo impacto na realidade porque a energia da criação está respondendo constantemente ao nosso momento do Agora, alinhando-se com o nosso estado de ser atual, em vez de checar para ver o que nós estamos sonhando para o futuro. Quando eu desejo o melhor e espero para ver o que acontece, tudo em minha vida vai também desejar e esperar.

Eu tenho estado “auto-desempregada” pela maior parte da minha vida adulta e fiquei acostumada com o medo constante e a luta pela sobrevivência, porque é como eu cresci. De fato, eu na verdade desenvolvi um certo orgulho em minha habilidade de triunfar contra imensas probabilidades e poderia até mesmo criar pequenos milagres quando eu estava desesperada.

 Mas alguns anos atrás o glamour de sobreviver começou a acabar. Havia um debate contínuo comigo mesma (e com outros) sobre se considerar um “trabalho de verdade” seria comprometer a mim mesma. Mas, todos os chavões a parte, eu percebi que isto seria um presente de amor bem tangível para mim mesma. Estava na hora de cuidar de mim mesma apesar do que qualquer assombração – ou ser humano – achava de como eu o fazia.

Era quase o fim do ano quando eu decidi pedir um emprego como garçonete logo depois do Natal. Seria divertido (porque eu me divirto com a vida) e eu teria finalmente movido alguma energia ao fazer algo de verdade, em vez de apenas esperar que as coisas acontecessem de alguma maneira.

Os cursos que eu sonhei em criar poderiam esperar, as sessões que eu oferecia aos clientes poderiam se adequar aos meus turnos de trabalho e, sim, meu “tempo livre”, improdutivo como era, seria bem menor. Mas eu teria dinheiro para pagar as contas, fazer coisas que eu queria e sair do meu casulo e viver a minha vida. Eu estava pronta para cuidar de mim mesma.

Alguns dias depois desta decisão, do nada, eu recebi uma oferta de trabalho além dos meus sonhos mais desvairados – para trabalhar para o Círculo Carmesim! Era um trabalho dos meus sonhos, se eu tivesse algum, e ficou óbvio que porque eu finalmente movi minha energia, tudo ao meu redor mudou.

Eu na verdade tinha decidido a fazer alguma coisa diferente e o universo (meu Ser) respondeu imediatamente. Todos aqueles conceitos maravilhosos sobre ser auto-desempregada, autossuficiente e não ter feito concessões são apenas isto – grandes conceitos. Quando eu resolvi de verdade cuidar de mim mesma, tudo em minha vida se reajustou para fazer acontecer.

Entenda, eu consigo falar de toda a balela do mundo sobre a iluminação, mas até que eu na verdade faça algo diferente, eu vou conseguir mais do mesmo. Não se trata de forçar ou empurrar; trata-se de ser verdadeira e mover a energia para mim.

O universo não vai jogar milagres no meu colo apenas porque eu sonhei com eles. Ele responde ao que eu na verdade estou fazendo, conscientemente ou não. Em vez de falar sobre o amor-próprio, se eu na verdade me dou um abraço carinhoso, palavras encorajadoras, paciência e graça, eu experimento o amor.

Em vez de esperar pelos outros me ajudarem, se eu fizer o que for necessário para satisfazer os meus próprios desejos, o universo responde a altura do meu apoio. Em vez de desejar que eu tenha muita energia, se eu começar a me exercitar, até mesmo um pouquinho, isto atrai mais energia e eu fico energizada. A inércia é uma força poderosa. Ela o mantém onde você está e traz mais do mesmo para a sua vida, porque os semelhantes se atraem.

Até que você na verdade faça algo diferente, nada vai mudar.
 Mas e se as opções a sua frente não forem exatamente o que você quer?
Faça alguma coisa de qualquer maneira!!

Quando você dirigir para o oeste, é meio tolo entrar no carro e então não fazer nada porque ele está virado para o leste! Enquanto você espera que as coisas estejam viradas para “a direção certa”, a vida vai esperar junto com você.

A vida se auto-corrige e você pode manifestar os seus sonhos – mas somente quando você estiver fazendo alguma coisa sobre eles, até mesmo se parece que você está indo na direção oposta no início. O artista não espera que a sua pintura apareça num passe de mágica se ele ordena com força suficiente ou vibra com clareza suficiente. Ele tem que pegar o pincel e na verdade começar a pintar e pode levar diversas camadas para criar o que ele realmente quer. 

Caros Shaumbra, se vocês estão felizes com como as coisas estão em suas vidas, sem dúvida alguma continuem fazendo o que for que esteja funcionando para vocês. Mas se vocês desejam que as coisas sejam diferentes, parem de desejar e façam alguma coisa! Façam alguma mudança! Saiam das suas zonas de conforto e vão viver!

Se quiserem abundância, comecem a ganhá-la – para vocês.
Se quiserem uma casa, mudem para ela e então vejam como funciona.

Se estiverem esperando por uma mudança, façam alguma coisa – qualquer coisa – diferente e a vida começará a mudar.

 Já perdi a conta de quantas pessoas me disseram: “Eu não quero ter um emprego. Eu quero viver a minha paixão e aproveitar a vida e não trabalhar para viver”. Então não “trabalhem para viver”. Em vez disso, apoiem a si mesmos porque vocês amam a si mesmos.

 Se vocês querem algo diferente em vez de mais do mesmo, mexam as suas energias, participem da vida, e vejam quais novos e incríveis potenciais surgem quando vocês não estiverem mais esperando por eles.


Tradução: Léa Amaral lea_mga2007@yahoo.com.br
http://www.novasenergias.net/circulocarmesim/shaunews.htm
http://www.novasenergias.net/circulocarmesim 

LUZ!