Muito além da arrebentação

21/05/2012 13:56

 

 

por Alessandra França - alessandrafcoach@gmail.com



Existem momentos na vida que parece que tudo fica muito difícil e todas as ações parecem requerer mais esforço do que nunca e, mesmo que nos empenhemos dando o máximo, temos a impressão que não saímos do lugar e que, a cada ação investida, grandes ondas nos ameaçam como se pudéssemos ser engolidos a qualquer instante.

Esse é o momento mais propício para termos calma e persistência mantendo o olhar no objetivo, pois estamos atravessando a "arrebentação", aquele movimento tenso, tribulado e agitado na vida que precede um mar mais calmo e sereno, porém, cheio de surpresas e grandes tesouros escondidos no fundo do oceano, nosso eu mais profundo.

Nessa árdua travessia, muitas vezes nos defrontamos com antigos fantasmas, pessoas, situações ou comportamentos que se repetem e que muitas vezes fazem com que nós adoeçamos... Entretanto, é nesse preciso momento que devemos buscar força no mais profundo do ser para continuar a "nadar" em direção ao nosso objetivo, ao momento de descanso, para alcançar o tesouro que está oculto nas profundezas desse mar de possibilidades.

Muitos se deixam levar pela força da correnteza, entregam-se a vícios, prazeres e toda sorte de situações que os desconcentram da jornada. Outros desistem, pois o esforço sem convicção torna fraco o impulso que leva à realização de um desejo. Alguns, nem se aventuram, pois já se conformam com a própria fraqueza e limitação e ainda olham tudo com ceticismo e pessimismo. Mas, existem aqueles que têm um desejo tão lúcido e uma convicção forte o bastante que os levam nessa aventura para além da "arrebentação", pois sabem que ao final de todo esse esforço existem tesouros a serem colhidos.

Você já passou por algum momento em sua vida que teve que atravessar uma forte "arrebentação"? Como você se comportou? Qual foi o seu resultado?

Se você acha que não conseguiu agir do jeito que deveria, pense no seguinte: Como você gostaria de ter agido? Qual comportamento você gostaria de apresentar naquele momento?

O que o está impedindo de ter o comportamento desejado hoje? Há algo que possa fazer para mudá-lo conforme o seu desejo?

Muitas vezes, os nossos pensamentos e sentimentos nos entrelaçam em histórias que se repetem e parece que vivemos constantemente tentando sair da "arrebentação", lutando com "ondas gigantes" de medo, hesitação e pessimismo. É preciso e, eu diria, urgente, que haja uma mudança nessas memórias que guardamos. É preciso aliviar o peso dessas lembranças ao máximo possível mudando a forma de viver e ver a vida. 

Para que serve guardar na memória lembranças de dor, sofrimento que só contribuem para reforçar a mágoa, ressentimento ou o medo? Que isso tem trazido para sua vida até agora?

Essas memórias nos tiram as forças das convicções positivas poderosas e capazes de romper qualquer "arrebentação" na vida, que nos leva a grandes momentos de satisfação e felicidade.

Nunca deixe que nada reforce a memória da sua dor. Se é para lembrar da dor, procure vê-la por um ângulo diferente, o ângulo da superação, não se sinta vítima de nada e não queira ser vítima de nada, contando sua história de sofrimento, dores, doenças e insucessos. Sabe o que você vai ganhar se continuar relatando o drama da sua vida? Mais disso, ou seja, mais dores, sofrimentos, doenças, insucessos etc. É isso que você quer?

Acredite, em alguns momentos, sabemos que não podemos vencer o mar da vida, mas aqueles que sabem dos seus limites e se preparam diariamente para superá-los, atravessam qualquer "arrebentação" ilesos, tornando-se grandes seres vitoriosos.

Seja firme no seu ideal!!