NO ÔNIBUS

18/02/2013 18:56

 



Mensagem de Karen Bishop
16 de Fevereiro de 2013.


Estamos no ônibus agora, bem no meio da transição e avançando... e porque estamos avançando agora, e nem aqui e nem ali, as coisas podem parecer um pouco estranhas.

Com a grande erradicação que começou em 1º de Fevereiro, nós, basicamente partimos de onde estávamos ancorados. Fomos literalmente soprados para fora da água, em relação às camadas dimensionais e tivemos que arar através do velho, de modo que não criássemos o novo em cima dele e isto criou um enorme desenraizamento.

Esta erradicação foi vitalmente importante, pois não poderíamos estar ancorados em nada antigo e estamos agora perfeitamente posicionados para uma iminente chegada a uma realidade muito nova. 

processo da ascensão criou uma grande liberação por muitos, muitos anos, em pequenos e firmes aumentos, mas porque estamos tão próximos do final de nossa jornada agora, desta vez foi um verdadeiro movimento.

O recente meteoro é uma manifestação de nosso recente desenraizamento e movimento, pois estamos agora entrando em um espaço muito, muito novo como um todo, viajando ao longo de um território novo, estranho e temporário, enquanto estranhamente invadindo o espaço de viagem dos outros. Além disto, a própria Terra continua a experienciar profundos terremotos, enquanto ela se abre em preparação para mais luz.

Sintomas? 

- Confusão quanto a onde se está, aonde se quer ir, ou como seria algum tipo de futuro (lembrem-se: estamos no ônibus agora e não em algum lugar).

- Sem mais termos um desejo de fazer o que estávamos acostumados.
Isto simplesmente parece não se encaixar agora, nem parece adequado.

- Sentimentos de desespero e depressão, além de crises de pânico, são comuns durante este período.

- Uma grande opressão que é difícil de administrar.

- Sentir-se arrastado (lembrem-se de que fomos desalojados).

- Os padrões de sono interrompidos ainda persistem, pois nossas novas camas estão sendo preparadas e não podemos estar ainda nelas.

- Dores nas pernas e nos pés, dor no chacra raiz, etc, estão sempre presentes, enquanto estamos tentando ancorar no novo.

- Sentir que algo está realmente distante ou perdido e muito estranho, mas de uma maneira grosseiramente desagradável. Saímos do velho território, não há lugar algum para ir ainda, e esta percepção, ainda que a níveis subconscientes, pode parecer muito desagradável. É como se tivéssemos morrido, mas estivéssemos ainda em nossos corpos, mais desconfortáveis,pendurados no meio do ar, sem nada a que nos ligarmos e sem um lugar para chamarmos de lar.

Ser desenraizado foi uma parte muito vital do processo. Tínhamos absolutamente de ser desalojados do velho em todos os sentidos, de modo que pudéssemos acolher facilmente o novo. E o novo tem uma energia muito diferente. Permanecer nas velhas rotinas teria somente servido para nos reter de onde precisávamos ir.

Assim, para alguns de nós, fomos literalmente desalojados de muita coisa que nos mantinha seguros, pois manter o velho familiar por perto, somente serviria para apoiar quem e ao que nos referíamos. Estamos renascendo literalmente, e tudo isto começa simplesmente ao estarmos no espaço do amor sem muito a ancorar, que não isto.

Fomos literalmente elevados para fora da velha grade agora. Mas aqui estão melhoresnotícias. Enquanto estamos neste estado suspenso de ser, a nova grade está sendo colocada sob nossos pés. 

Na semana passada, a primeira fase da nova grade foi fixada, e agora, as coisas estão se movendo novamente. Isto significa que novo espaço está sendo criado tão rapidamente quanto possível, e quanto mais espaço houver, começaremos a nos sentir melhor... e isto já está ocorrendo.

Poderíamos perceber que em tempos recentes, quando íamos ao mercado, por exemplo, comprar algo específico, o mercado estava exatamente sem a coisa que precisávamos. Agora, podemos perceber que há exatamente uma que restou do que precisávamos, e somente uma já é o suficiente. Sim, o que precisamos está começando a chegar, mesmo que precisamente nas quantidades que precisamos. O novo está despontando e está chegando de outras maneiras também.

Paz

A energia da Paz está começando a chegar e em momentos aleatórios, podemos subitamente sentir uma paz e tranqüilidade imensas, sem razão aparente.

Estando no momento

Nas dimensões mais elevadas da realidade, estar no momento é um modo predominante de ser. Pode parecer grosseiramente desconfortável pensar em coisas de tempos passados (com a exceção de rever a própria vida, pois isto é muito comum quando nos preparamos para atravessar). Pode parecer também desconfortável pensar em coisas passadas, pois subconscientemente, não queremos ancorar lá em nenhum sentido.

Podemos perceber que acessar e estar na presença do amor é muito fácil agora, e quando neste espaço de amor, podemos nos sentir no lar.

Quanto mais a nova base for colocada, mais começaremos a nos sentir “acima’ das coisas, em vez de tudo em cima de nós. Mais sentiremos que mais está finalmente chegando do que saindo (se vocês estiverem se sentindo muito esgotados, vocês foram preparados para o novo por algum tempo!), mais começaremos a nos conectar com algo que parece sólido, seguro e imensamente como o lar. E mais seremos realmente capazes de exalar, relaxar e saber que tudo está bem.

Estamos fazendo grande progresso agora, ainda que residamos em lares temporários até que possamos ser colocados novamente.

Do meu coração para o seu,

Karen


www.gamabooks.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

LUZ!