O SANTO NATAL E O SOLSTÍCIO DE VERÃO DE 2012

18/12/2011 21:32

 


 

:: Graziella Marraccini ::

No dia 22 de dezembro, às 02h30min do Horário de Verão (01h30 Hora do Brasil) o Sol ingressa a 0º de Capricórnio dando inicio ao verão no Hemisfério Sul e ao inverno no Hemisfério Norte. De fato, o Sol ingressa no signo de Capricórnio, chegando ao máximo de sua inclinação Sul no dia 21 de Dezembro de 2005 marcando para nós o Solstício de Verão. "Sol-stício" significa Sol estacionado: o Sol parece estacionar por algum tempo no nosso hemisfério nos trazendo todo o vigor e a energia do verão. Os povos antigos, principalmente no hemisfério norte, onde chegava o rigor do temido inverno costumavam marcar esta data com rituais destinados a pedir aos céus uma ajuda quase que a afastar o medo a carestia que o longo inverno eventualmente traria. 
Portanto, o Natal era no início uma festa pagã e não de uma festa cristã como nós acostumamos crer. A Igreja Católica para encontrar uma forma de incluir na liturgia esses rituais pagãos determinou que esta data - 25 de dezembro - marcaria o nascimento do Menino Jesus. Este nascimento significava a esperança de renovação que uma nova vida sempre significa. Pelo fato do Natal acontecer num momento de intenso frio no hemisfério norte, os rituais eram acompanhados de fogueiras, e danças, rituais xamânicos e comilanças e outros festejos. Tudo era feito para espantar a morte que a terra adormecida sob o manto da neve parecia indicar. A partir do momento em que a Igreja se apropriou desta festa, foi iniciada a ritualística do Presépio, refazendo nas casas aquela representação do momento do nascimento de Jesus que coitadinho veio a mundo pobre, num lugar frio e inóspito, se renovava a esperança e se alimentava a fé. Lembro-me muito bem dos natais de minha infância passados de maneira muito católica na cidade de Milão. O Natal não é mais o mesmo. A sociedade de consumo onde nós vivemos fez com que esses festejos sejam quase uma antecipação do Reveillon do final do ano! As pessoas só pensam na ceia, nos presentes, nas reuniões sociais, mas esquecem o verdadeiro significado do Natal: a esperança do renascimento!

No nosso Hemisfério podemos, porém, usar cerimônias diferentes já que podemos usufruir da energia solar que começa a inundar nosso país com todo seu vigor. Nos preparamos para as férias de verão, pensamos em viajar e aproveitar as belas praias, mas podemos ao mesmo tempo entrar em sintonia com a energia capricorniana e com festejos íntimos e familiares. Podemos pensar em recuperar aqueles valores sociais e familiares que estão se perdendo em nossa sociedade e podemos também buscar em nosso interior um suprimento energético que nos ajudará a espantar de vez as tristezas e dificuldades que acabarão sendo deixadas para trás pelo ano que se finda. No Solstício de Verão comemoramos o dia mais longo do ano, e podemos agradecer ao Criador por todas as bênçãos que essa energia nos proporciona. O Sol é vida, sem ele não poderíamos existir. O Sol tem relação com o nosso coração, nosso plexo solar, de onde emana nosso sentimento de Amor Universal. Centro da Árvore da Vida ele irradia sua luz para todos os lados, indistintamente. É ali que reside a chamada Consciência Crística. 

O Signo de Capricórnio tem analogia com a Letra Ayn, de valor 70, que nos indica como a projeção da determinação cósmica (Zayn) promove a possibilidade da vida biológica, como resultado da ação de Sammekh (60) que é a fertilidade feminina. O Pai e a Mãe que geram o filho, Jesus, o menino Deus que renova a vida. 

As festas natalinas nos enchem de alegria e bom humor, as comemorações não faltam e todos se sentem contagiados pelo espírito de fraternidade que reina no ar. Para aproveitarmos ao máximo este espírito canalizando positivamente as energias geradas coletivamente, podemos nos preparar com algumas cerimônias: 

A Cerimônia do Perdão, para perdoar a todos e deixar de lado mágoas e raivas passadas; e também perdoar a nós mesmos pelos erros que cometemos. É muito difícil perdoar nossos inimigos sem guardar mágoas nem rancor. 

A Cerimônia do Amor, para compartilhar e espalhar o amor universal, rezando pela Paz Mundial. Podemos nos dar a mão, nos abraçar, e abraçar virtualmente todos os seres espalhados pelo mundo! Podemos pedir a Deus que afaste a fome, a miséria, a solidão e o medo do coração daqueles que sofrem! 

A Cerimônia do Agradecimento, para agradecer Deus por todos os bens preciosos que recebemos todos os dias, sejam eles materiais ou não e, sobretudo, pelo mais valioso de todos os dons: a própria VIDA. 

A Cerimônia da Esperança, para abrirmos nosso coração às bênçãos futuras que virão se mantivermos a Fé na Providência Divina. 

Não tenho intenção de dar receitas para essas cerimônias, mas vocês podem fazer o download do meu livro A Magia que Vem dos Astros (é gratuito no meu site pessoal) e buscar aquela cerimônia que mais lhe agrada. Quero somente sugerir que cada um busque em seu coração a sintonia que mais necessita. Assim o Cosmo e, principalmente, o Astro-Rei nos inundará com seus benéficos raios cósmicos neste momento tão especial. 

UM FELIZ NATAL DE 2011 PARA TODOS! 
São Paulo, 13 de dezembro de 2011

 


 

 
 
 
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology.
Clique aqui e faça seu mapa astral on-line.
Atende em seu consultório em São Paulo com hora marcada no horário comercial.
Para atendimentos e consultas, visite o site pessoal da autora.
Email: info@astrosirius.com.br