O CARRO DOS SONHOS...

02/08/2011 15:37

O carro dos sonhos...  
O carro dos sonhos...
 

 

:: Rubia A. Dantés ::

 

Imagine que você ganhou o carro dos seus sonhos... na cor que mais gosta, o modelo que sempre sonhou e que parecia impossível conseguir um dia... enfim, um carro que atende às suas mais altas expectativas.
Você pega a chave entra no carro e antes de ligar se encanta como tudo ali é perfeito... depois de um longo tempo admirando o interior do carro... e se surpreendendo a cada nova descoberta de como esse carro é mesmo o dos seus sonhos, você, finalmente, decide-se a colocar a chave na ignição e ligar o carro para dar a partida.

E qual não é sua decepção quando o carro não liga.

Você pensa assim: isso é um probleminha qualquer e amanhã vou procurar um mecânico... e continua a admirar o carro.
No dia seguinte, bem cedo, chama o mecânico e ele não consegue encontrar onde está o problema do carro. Você logo culpa o mecânico achando que ele não é muito competente e comenta com seus amigos que tirou a sorte grande... que ganhou o carro dos seus sonhos, que ele está com um probleminha bobo, mas que no dia seguinte vai procurar outro mecânico que com certeza vai resolver o problema.
E assim faz... e quando o mecânico de novo não consegue resolver o problema, de novo você se irrita com ele e fala que o carro é novo e perfeito, como ele pode não encontrar onde está o problema.
E procura uma oficina especializada naquele tipo de veículo... e vai para casa tranqüila de táxi com a certeza que no dia seguinte já vai poder andar no seu carro novo.
Quando o telefone toca no dia seguinte e do outro lado da linha o homem fala que não encontraram o problema do seu carro... você sente que puxaram seu tapete...
Mas... quando o carro está na sua garagem, já refeita, você de novo se encanta como pode ter ganho o carro que sempre sonhou... entra dentro dele e se admira de novo com a perfeição de cada detalhe e pensa que vai contatar a fábrica e que essas pessoas todas são incompetentes por não terem descoberto uma coisa que deve ser simples...

E assim faz e a fábrica a surpreende com a mesma resposta. Ninguém descobriu o problema do seu carro...
Você fica arrasada porque era sua última esperança e já começa a duvidar que aquele carro é assim tão perfeito. Afinal ele não liga... e até já pensa em vendê-lo, mas quem vai querer comprar um carro que não liga?
E o presente já começa a se transformar em um pequeno problema...

E você começa a pensar que pode ter que se ficar sem o carro dos sonhos...
Enquanto isso você o deixa na garagem e continua a andar de ônibus e de taxi com o coração partido...
Mas alguns dias depois, vendo o carro ali, tão perfeito, resolve entrar dentro dele e se encanta de novo como tudo se encaixa aos seus sonhos... o assento parece desenhado especialmente para você, o bom gosto do interior do carro te desperta ainda mais admiração... e quando pensa que vai ter que se desfazer dele, dá um aperto no coração e um nó na garganta... E você vai dormir com essa tristeza...
Na manhã seguinte, é domingo e você sente uma vontade grande de ver de novo alguns detalhes no interior do carro. E se sente bem ali... parece que algo naquele carro se encaixa tão perfeitamente a você que não sente vontade nenhuma de sair dali.
Você vai dentro de casa e pega um livro que está lendo e volta para o carro... encosta confortavelmente a poltrona para traz e se entrega aquele momento mágico de ler o seu livro em um lugar onde se sente tão bem... E você pensa que qualquer dia desses, vai encontrar uma solução (milagre)... e seu carro dos sonhos vai funcionar
E e o tempo passa... E quando está longe decide muitas vezes que é uma loucura manter aquele carro que não funciona, na garagem... mas... quando chega em casa e de novo vê o carro desiste da idéia achando que um dia vai encontrar a solução.

Algum... ou muito tempo depois... você ainda está curtindo o seu carro e até se esquece que ele não anda... ele tem tantas coisas maravilhosas que, andar... passa a ser só um detalhe...
E o tempo continua passando...
Algumas vezes você se incomoda de andar de ônibus, reclama... se sente culpada por manter algo que não funciona... Mas continua com o carro na garagem.
Depois de muito... muito tempo, um dia você recebe a noticia que seu emprego vai mudar para outro local, que é bem longe e nesse novo local não tem como ir de ônibus, e você precisa ir de carro, porque taxi fica muito caro...

E de repente você se dá conta que realmente precisa de um carro que ande...
E como na sua casa só tem garagem para um carro, você se vê no dilema de ter que se desfazer do carro dos seus sonhos...
Quando estava nesse ponto vejo que chegou mensagem no Outlook e me deparo com essa frase
"...mesmo sabendo que aquilo não funciona, fechamos os olhos para o que está evidente, insistimos na esperança de que algum "milagre" aconteça..."
Mas continuando nossa história... Você (que também pode ser eu) se vê em um dilema. Já se acostumou tanto a passar horas lendo confortavelmente no seu carro e se apegou ao carro dos sonhos de tal maneira, que se desfazer dele te provoca uma dor muito grande...
E...
Você pensa até em desistir do emprego para ficar em casa, mas... não pode porque precisa sobreviver... Então, pensa em vender a casa e comprar outra que tenha duas vagas na garagem... mas não tem condições para isso.
E a dúvida persiste por muito tempo, tempo em que você gasta com taxi grande parte do salário e isso te faz ter uma qualidade de vida cada vez pior...
Você tem que cortar muitas coisas, mas todas parecem desnecessárias se comparadas com o carro dos sonhos... e ele continua na garagem cumprindo vários papeis, menos o papel para o qual foi criado que é te transportar de um lugar para outro...

E tudo vai acontecendo tão sutilmente que você nem se dá conta do absurdo de tal situação...

Quantas vezes nos encantamos tanto com um projeto, um objeto, uma pessoa, um sonho... ou seja lá o que for... que nem percebemos que eles não cumprem o principal papel por estarem nas nossas vidas e... ocupam um espaço de algo que poderia cumprir...
Acreditamos que aquilo é tão perfeito que um dia um milagre vai acontecer e a situação vai se transformar.
Preferimos cultivar o sonho de que encarar a realidade que aquelas coisas não se encaixam na nossa vida... vamos pouco a pouco nos adaptando, negando nossa essência, tentando fazer de uma ilusão uma realidade.

Escrevi esse texto inspirada na história de um relacionamento que ouvi falar sobre... faz muito tempo, e que de repente veio na minha memória...

E de novo fiquei tão impressionada com aquela história que era exatamente como "o carro dos sonhos", que fui procurar dentro de mim onde estava o carro dos sonhos na minha vida... e vislumbrei uma coisa aqui... outra ali, mas nada muito definido... Pelo visto não era algo tão palpável quanto na história daquele relacionamento.

Até que... poucos dias depois, assisti na TV algo que me mostrou exatamente onde estava esse carro na minha vida. Era algo tão óbvio, depois que descobri, que nem sei como não havia percebido antes...

Fiz muito Ho'oponopono para a situação até que adormeci...

E tive um sonho...

Sonhei que estava passeando, quando... um senhor me pede para tirar uma foto dele e me passa câmera. Eu tiro a foto e vou devolver a câmera... e ele me fala que eu posso ficar com ela para mim.
Eu agradeço, falo que não, que é uma máquina super moderna e muito cara, mas, ele insiste tanto que acabo aceitando a câmera fotográfica que é cheia de recurso (a câmera dos sonhos).
Quando chego em casa toda feliz vou percebendo que a máquina é ainda melhor do que imaginei... e fico encantada descobrindo os recursos, e nem acreditando que ganhei aquele presente...
É quando percebo que a bateria está acabando... e me dou conta que aquele senhor não me deu me deu o carregador de bateria.... Busco se tenho algum que sirva, mas vejo que não.

Acordo feliz porque entendo que de alguma forma, a situação evolui um pouco, porque no carro dos sonhos ninguém descobria o defeito do carro e, portanto, não tinha solução e no meu caso eu já sabia qual era o problema da câmera... e ele estava por um fio...

E realmente depois de mais Ho'ponopono as coisas estão ficando cada vez mais claras e sinto que estou limpando as memórias que me faziam agir em parte como o(a) dono(a) do "carro dos sonhos"

Muitas vezes nos apegamos só aos sonhos e nos esquecemos que vivemos também de realidade... Somos das estrelas, mas... também temos raízes...