O Equilibrio da Árvore

16/06/2011 16:24

O Equilibrio da Árvore  
O Equilibrio da Árvore
 

 

:: Graziella Marraccini ::

 

De que árvore estou falando? Da Árvore da Vida, a árvore simbólica que é a base de estudo da Cabala. Mas eu poderia falar de qualquer árvore e, por essa razão, vou fazer um paralelo entre uma árvore vegetal e a Árvore da Vida e o nome árvore não é uma simples coincidência.

Ando observando as árvores de São Paulo, neste período em que tanto se ouve falar em árvore caídas, podas, falta de áreas verdes, etc. etc.
As árvores de São Paulo estão em sua grande maioria muito doentes. Vivemos numa cidade onde as áreas verdes são escassas e deficientes.

Recentemente, li num jornal que uma mosca branca está sugando a seiva dos belos e raros ficus centenários que enfeitam muitas ruas da capital e, em conseqüência, essas árvores estão morrendo aos poucos. Por que uma bela árvore ficaria doente a ponto de ser atacada por pequenas moscas brancas que aos milhares lhe sugam a seiva? O problema deve ser procurado principalmente no desequilíbrio causado pela condição insuficiente encontrada pela árvore para sua sobrevivência. Ou seja, o Meio Ambiente. Se a terra é pobre em nutrientes, se as podas mal feitas prejudicam suas raízes e sua copa frondosa, se o asfalto da calçada impede que ela receba a preciosa água, se a poluição recobre suas folhas de fuligem e a sufocam, a planta acaba enfraquecendo e quando não é a mosca branca, será o cupim ou outra praga que acabará com ela! Não há vida saudável no meio ambiente doente.

O problema, portanto, está no desequilíbrio orgânico ao qual a árvore é submetida. Como organismo vivo, ela precisa de equilíbrio entre todos os elementos biológicos para a sua sobrevivência.

O mesmo acontece com os seres humanos. Nestes dias, ouvimos falar da superbactéria do Eschirichia Coli, agora modificada. Ora, esta é uma bactéria que, como muitas outras centenas, vive dentro do nosso intestino, animais e humanos. Se nosso organismo está em equilíbrio no meio ambiente onde ela vive, a E.Coli não irá causar nenhuma doença e nem mesmo a morte do organismo. A E. Coli, porém, como qualquer outro organismo vivo, precisa sobreviver, pois esta é a lei: "Crescei e Multiplicai" ordenou Deus. E a E.Coli sobrevive no ambiente que é adequado a ela, e se multiplica. No entanto, quando a E.Coli migra para outro lugar do nosso organismo, ou seja, por exemplo (isso acontece muito especialmente com as mulheres) na uretra ou no estômago ou no pulmão, então, ela ataca o organismo e provoca uma doença. No entanto, ao longo dos séculos, os homens iniciaram uma luta contra as bactérias considerando-as causadoras de todos os males (juntamente com os vírus). Inventaram as penicilinas e mais, recentemente, os antibióticos para combater as bactérias e matá-las. E, então, elas começam a se modificar, exatamente para cumprir a sua missão de sobrevivência! Devemos convir que não há mais nada em nosso mundo atual que não seja contaminado pelos antibióticos! E, então, como sobreviveriam as bactérias? Como cumpririam a 'sua missão'? Antibióticos cada vez mais potentes, bactérias cada vez mais potentes: é a lei do mais forte, a lei da sobrevivência. Sem convívio, sem equilíbrio.

Bem, eu não estou aqui para fazer a apologia das terapias holísticas, alternativas, como a homeopatia, a antroposofia e outras similares, apesar de eu ser adepta deste tipo de terapia há muitos e muitos anos. Porém, quero neste artigo fazer um paralelo com a Árvore da Vida, como já disse desde o inicio.

Quando examino o mapa astrológico de uma pessoa com a ótica da astrologia cabalística, posiciono sobre a Árvore todos os planetas com seus aspectos astrológicos, ou seja, examino como as forças astrais interagem entre si, como a vida flui. E se alguns planetas do mapa entram em conflito com outros, causando interrupções energéticas ou até curtos-circuitos, a pessoa precisará desobstruir estes caminhos para recuperar o equilíbrio e, conseqüentemente, poder viver com saúde e bem estar e cumprir sua missão de vida.

Uma Árvore desequilibrada indicará uma possível doença e promoverá uma dificuldade de avançar em plenitude. E quando a vida não avança, ou avança aos solavancos, ou roda em círculos sem sair do lugar, então quer dizer que a nossa Árvore precisa de cura. As 'moscas brancas' irão atacar a árvore seja do ponto de vista orgânico, causando doenças de todo tipo; seja do ponto de vista emocional, causando depressões e ansiedades; seja do ponto de vista espiritual, causando a infelicidade.

Fica, então, uma pergunta: Como podemos recuperar o equilíbrio de nossa Árvore? Como encontrar a cura? Antes de mais nada, precisamos conhecer nossa árvore, examinar os desequilíbrios, saber quais são os caminhos obstruídos e depois começar o processo de cura. A cura poderá acontecer de várias maneiras, através de várias terapias, e eu não estou afirmando que aquela que eu aconselho em meu consultório seja a única terapia possível para recuperar o equilíbrio. Vários são os caminhos que nos levam até Deus. Jesus disse que chegaremos ao Pai através Dele, ou seja, através do Amor. No centro da Árvore, existe uma Esfera chamada Tipheret e que corresponde ao Sol que cada um possui em seu coração. Este centro representa nosso Eu Interior, nosso Plexo Solar de onde irradia a energia que alimenta nosso corpo.

Por essa razão, sempre aconselho meu cliente a 'fazer brilhar o seu Sol', ou seja, a ser o melhor possível aquela centelha de energia divina que cada um possui desde o inicio e que, nesta encarnação, é representada pelo seu signo solar. Será sempre este 'centro energético' que irá irradiar toda a força da qual a pessoa irá precisar e levará a seiva a todos os ramos da Árvore. A Árvore, então, irá crescer e viver durante muitos e muitos anos.

O intuito principal do estudo conjunto da Astrologia (mapa natal) do Tarô (ferramenta de cura) e da Cabala (reconhecimento de sua própria missão) serve exatamente como instrumento para a manutenção de nosso equilíbrio vegeto-animal e espiritual. O caminho de volta ao Pai é o caminho da evolução desde uma Consciência Individual para uma Consciência Coletiva. Somente se nos unirmos e nos sentirmos realmente TODOSUM poderemos nos reunir com Ele, o Pai.

No curso de 3 sábados sucessivos que darei em agosto estarei ministrando um curso de Astrologia, Tarô e Cabala. Aqueles que tiverem interesse, enviem email para que eu possa me organizar. O conteúdo do curso e a ficha de inscrição estão à disposição neste link.

Agradeço imensamente a Luz que Deus me concede todos os dias e espero poder compartilhá-la com TODOS!
Uma boa semana cheia de Luz divina!