O ESPAÇO ENTRE O QUE ERA E O QUE VIRÁ A SER

21/07/2016 10:11


MENSAGEM DA LUA CHEIA 
Simon & Jennifer
20/07/16

Conforme chegamos ao fim de uma história, antes de começar nossa nova jornada, há um espaço. Esse é um espaço de conclusões, mas também de começos. Experimenta-se como limitação, mas também possibilidade em conexão com a velha história que está chegando ao fim, e a possibilidade da nova direção que está ainda para ser explorada.


Não é fácil existir na dualidade do espaço entre conclusões e começos, entre o conhecido e o desconhecido, porque precisamos manter a consciência de ambos simultaneamente. Nesse espaço entre mundos, há uma maneira de experimentar este momento de transição de modo respeitosos e gracioso – ao compreender que as limitações enfrentadas são o fim natural e o encerramento de um capítulo.

Essa é a forma como as conclusões naturais funcionam; as limitações nos levam para um momento natural de reflexão, para examinar os detalhes de como vocês (e nós) chegamos a este ponto, para obter sabedoria, antes que esse capítulo termine e que o próximo comece. No agora, temos a capacidade de ver todo o ciclo atrás de nós, mas o que está adiante, ainda nos é desconhecido.

Portanto, conforme passamos por este ciclo de conclusão, somos solicitados a manter um sentido de automestria, ao nos permitir estar abertos, receptivos e humildes, conforme avançamos para o desconhecido; ser disciplinados, não condicionando o novo ao passado.

Cada experiência potencial está aqui agora, e pode estar cheia de ansiedade e incerteza, mas isso é puramente devido à natureza da mente. Nosso futuro se refere à confiança na mais profunda pulsação da vida, e nosso lugar dentro dela; não viver mais sob estresse do tempo, mas viver com o sincronismo perfeito.

Nas infinitas possibilidades da jornada à frente, as limitações ainda sentidas a partir do ciclo do passado são uma bênção, aliviando-nos neste novo ciclo com um senso de direção e foco, não perdidos nas possibilidades do futuro.

É crucial neste momento permanecer em contato com a nossa energia feminina, seguindo o nosso caminho com receptividade e reação, ao permitir a atração da direção natural para liderar o caminho, agindo quando houver necessidade para fazer isso, de modo gracioso e sem forçar. Porque neste novo capítulo, não somos mestres, somos noviços. Mas somos abençoados com a orientação do fluxo natural, sempre nos mantendo no rumo, se formos receptivos e abertos a isso.

Não tenham pressa, porque tudo se revelará no tempo certo.
Relaxem e confiem no processo.

Observem o Universo trazer _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _.

Bênçãos

Simon & Jennifer

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - https://lecocq.wordpress.com
Tradução: Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavaiwordpress.com
Grata Ivete!

LUZ!