PRESENTE DA LUA NEGRA

24/12/2013 11:36
 

De 23 a 26 de Dezembro 2013: A Lua Negra Lilith está aqui para o Natal!
Sarah Varcas


A Lua Negra Lilith veio para o Natal! 

Não é sempre que ouvimos falar dela, mas neste ano ela está chamando cada vez mais a minha atenção, falando alto e claro sobre seu papel no ano que vem e sobre o poder interior que devemos encontrar para facilitar a cura necessária ao nosso planeta.

A Lua Negra Lilith vive no ponto da órbita da Lua que está mais longe da Terra. Assim, ela age como um condutor da sabedoria cósmica não maculada pelos interesses intrapessoais e interpessoais da Lua. A Lilith não conhece nada de acordos, de negação, de desistência nem de acobertamento.

Ela lida com os tipos de verdade que derrubam impérios e destroem ícones de crenças falsas e percepções enganosas. Ela não vai tolerar uma mente preguiçosa que não pode ser incomodada para pensar por si mesma, nem um coração entorpecido que não consegue reagir com autenticidade.

Estes aspectos característicos da era moderna levam-na a se levantar para exigir que sejam erradicados em favor do pensamento independente, das emoções sinceras e da expressão do nosso poder inato.

A Lua Negra Lilith é a nossa mulher selvagem interior, quer sejamos homens ou mulheres. Ela é indomável, totalmente viva e completamente presente, independentemente do que esteja acontecendo. Ela é a parte de nós que não tolera artifícios, em nós mesmos e nos outros.

Ela quer apenas a verdade em toda a sua glória; dura e inflexível, bela e acalentadora, um raio que nos sacuda e desperte, ou uma luz que nos traga suavemente de volta do nosso sono. Seja qual for sua natureza no momento, Lilith respeita a verdade como uma força viva do universo, sua própria força vital.

E ela respeita a verdade sobre a verdade; que a sua pode não ser a minha; que uma crença não é uma verdade; que a verdade existe em camadas, e à medida que as penetramos, aquilo que era nossa verdade ontem pode não ser nada mais que fantasia amanhã.

Ela conhece as profundezas mais escuras do labirinto da verdade, suas curvas sinuosas, seus nascimentos e mortes, o sangue derramado em seu nome, a arrogância de proclamarmos nossa verdade para outros, como se a nossa tivesse obrigatoriamente que ser a deles.

A Lua Negra Lilith não nutre nenhuma crença e, ao mesmo tempo, conhece todas elas; não reverencia nenhum deus, mas já olhou nos olhos de cada um deles. Permanece firme no conhecimento de que ela é o que é e o que ela é é mais do que suficiente. A Lua Negra Lilith é a verdade absoluta misturada com a verdade relativa, num coquetel inebriante de sabedoria, experiência e presença, com o qual ela brinda este período de festas.

Escrever sobre a Lua Negra Lilith é diminuí-la. Todas as palavras do mundo não seriam suficientes para descrevê-la; apenas refletiriam a porção mais ínfima do seu ser e vir a ser.

Ela deve ser vivenciada dentro de nós, naquele momento em que sabemos que temos que fazer o que devemos fazer, sejam quais forem as consequências – o rugir de um “não” que demorou demais a chegar, ou um “sim” que nos impulsiona para uma forma totalmente nova de vida.

A Lua Negra Lilith é a força que não sabíamos que tínhamos até que precisamos dela; é a parte de nós que não pode ser destruída de jeito nenhum. A Lua Negra Lilith é a guardiã da oportunidade de sermos completamente livres através da aceitação da verdade de quem nós somos. 

Como guardiã das nossas verdades, ela é também depositária dos nossos segredos mais obscuros, nossos momentos mais vergonhosos, nossos arrependimentos mais profundos. Ela olha para o nosso interior com olhos bem abertos para observar a condição humana.

Ela não pode ficar chocada nem horrorizada, desgostosa nem enojada.
Ela já viu tudo isso e muito mais. Não há nada que ela já não tenha conhecido.

Assim, ela é uma ótima companheira nesta jornada de despertar, pois não importa o que tenhamos que enfrentar dentro de nós mesmos, ela estará lá conosco, rindo de como nos levamos a sério, mostrando-nos o caminho mais rápido para a libertação, se tivermos coragem de segui-lo.

A Lua Negra Lilith não é alguém que você esperava para o Natal, no entanto é uma convidada bem-vinda, pois traz o dom da honestidade e da força para enfrentar a verdade seja ela qual for.

Até 26 de dezembro, ela se encontra no ápice de um Yod formado pelo Sol (nosso eu e vontade essenciais) e Netuno (unificação com a Fonte). Deste modo, ela nos lembra que o despertar não ocorre porque o desejamos, mas porque o decretamos.

Desejar é passivo, decretar requer ação e intenção. Precisamos ter a intenção de despertar, de conhecer e viver a verdade, não apenas desejá-la enquanto continuamos por velhos caminhos semeados de detritos dos dias que já se foram.

E com a Lua Negra Lilith chegando para ficar, haverá melhor momento para abraçarmos a verdade que nos libertará?

Seja qual for essa verdade, podemos ter certeza de que Lilith já a ouviu antes e vai simplesmente jogar a cabeça para trás e dar risada, enquanto desembrulhamos seu presente da verdade radical e verificamos se é o nosso tamanho.

Feliz Natal para todos!

Sarah Varcas

http://stelalecocq.blogspot.com/2013/12/presente-da-lua-negra.html
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
Fonte: http://astro-awakenings.co.uk/23rd-to-26th-december-2013-black-moon-lilith-here-for-christmas
© Sarah Varcas. Todos os direitos reservados.
É dada permissão para compartilhar livremente este artigo em sua totalidade, desde que seja dado todo crédito ao autor. E que seja citado o site onde este texto (no original, em inglês) é oferecido gratuitamente: www.astro-awakenings.co.uk.
Grata Vera!

LUZ!