VERGONHA ESPIRITUAL & LIMITES DE ENERGIA

24/04/2017 19:35


Mensagem de Jennifer Hoffman
24 de Abril de 2017

Estamos na última semana de Abril que apresenta uma lua nova, o complicado e contínuo Mercúrio retrógrado, Vênus entra de novo em Áries, e temos uma pilha de energia restante do que aconteceu nos últimos dez anos.
  
Dissemos que queríamos que as pessoas despertassem e elas fizeram isto de uma grande maneira, o que é bastante sem precedentes, mas há muito caos com este despertar, que é uma espada de dois gumes. Estamos reorganizando os paradigmas da 3D com a energia integrada da 5D tão rapidamente que não conseguimos acompanhar.

Tudo isto está trazendo muito medo, ansiedade e insegurança, o que é uma resposta normal à dissolução da base de nossa existência da 3D, em que tudo está mudando.

Isto também está trazendo muitas reações estranhas das pessoas que querem apoio e orientação, e se elas não o conseguem, elas se envolvem na “vergonha espiritual”, acusando os outros de não serem “espiritualizados”. Se isto lhe aconteceu ultimamente, e aconteceu comigo também, você obterá respostas sobre como lidar com isto com dignidade e confiança no artigo desta semana.

Você já não teve alguém lhe acusando de não ser espiritualizado porque você não lhe deu conselho ou apoio quando ele lhe pediu? Ou ele sugeriu que você estava sendo espiritualmente egoísta porque você disse “não” ao seu pedido pelo seu tempo, energia e esforços?

Isto me aconteceu também e me faz rir, embora eu ache que seja muito inapropriado, especialmente entre a comunidade espiritual, porque é um julgamento que ninguém pode fazer e é um reflexo negativo sobre o acusador, não você.

A vergonha espiritual é a nova mancha e se trata de limites de energia. É uma forma de manipulação que implica que a sua ligação espiritual, talentos e habilidades estão em questão se você não usá-los da maneira que alguém espera ou que deveria.

É a nossa reação natural procurar aconselhamento e apoio das pessoas que achamos que os têm ou que não estão lutando como nós estamos (embora as aparências possam ser enganadoras). Nós queremos o que elas têm (ou o que achamos que elas têm), e para nos sentirmos bem e removermos o caos e a energia da ansiedade em que estamos. E ficamos desesperados.

Assim, se elas não os dão para nós, nós nos sentimos traídos e com raiva. É claro, nós esperamos este comportamento de alguém de dois anos e não o esperamos de outros adultos e, certamente, não daqueles que se denominam como mestres espirituais, mentores e guias. E, no entanto, isto está acontecendo com muita frequência agora, ainda que seja um julgamento forte e esteja simplesmente errado.

Em primeiro lugar, ninguém pode questionar o seu nível de conexão espiritual ou a sua espiritualidade porque eles não têm nenhuma maneira de saber e não há “padrão espiritual”. Seja qual for a conexão espiritual, habilidade ou poder que você tenha, é entre você e a Fonte, e ninguém mais.

Em segundo lugar, como é possível que alguém o acuse de não ser espiritualizado apenas porque você não está lhe dando o que ele quer?

Eu darei uma nova frase para explicar este comportamento, como sendo “um pirralho espiritual”. Em uma recente interação, depois que eu me recusei a dar a alguém um conselho gratuito de negócios, e em vez disto, eu lhe disse que isto seria explicado em meu próximo programa de negócios, ao qual ele foi convidado a participar, eu fui, então, acusada de não ser espiritualizada.

E aqui está a parte da manipulação: ele disse que o seu Eu Superior o guiou a me pedir um conselho. Assim, eu respondi que eu esperava que o seu eu superior o guiasse a participar do meu programa de negócios. E no que me dizia respeito, a conversa acabou.

(Stela - kkkkkkkkkkkkkkkk adorei!)

Isto não somente foi uma imposição do meu tempo, não houve troca aqui, nada me foi oferecido em troca pela minha informação. Eu tenho um negócio muito bem sucedido que eu dirijo muito bem porque eu tenho 25 anos de experiência empresarial, e 15 anos de experiência conduzindo o meu negócio.

Eu gastei tempo e esforço aprendendo a fazer isto e estou comprometida a ajudar os outros, mas não quando é esperado e exigido de mim através da manipulação espiritual e, então, quando eu digo não, através da vergonha espiritual.

Um aspecto curioso de nossa integração da 3D/5D é ser autocapacitado e isto é uma extensão de nossos limites de energia e de nossa soberania energética. Se estivermos drenando a energia, entregando o nosso poder, ou permitindo que o nosso valor seja determinado pelos outros, então, somo um alvo aberto para a culpa, a vergonha e a manipulação.

A energia da 5D irá descobrir estas áreas de sua vida e nos dará as ferramentas para que façamos algumas mudanças. Isto pode não nos tornar populares com algumas pessoas, mas trará mais equilíbrio e integridade com a nossa própria energia em nossas vidas.

Há uma diferença entre ser espiritualizado e ser “agradável”.

Você pode ser agradável e ser espiritualizado, mas isto também depende de como a palavra “agradável” é definida. Para algumas pessoas ela significa fazer o que elas querem.

Prefiro definir agradável como sendo atencioso, respeitoso, observador e comprometido. Mas isto não inclui fazer tudo o que os outros querem que eu faça, sem consideração pelo meu tempo, energia e outros compromissos. Como você define “ser agradável”?

O que você faz quando alguém o envergonha e o acusa de não ser espiritualizado?

 Você se sente mal e lhe dá o que ele quer, ou você percebe o que está acontecendo e reconhece o seu valor e que você não tem nenhuma obrigação de entregar o seu conselho, seus talentos, habilidades e experiência a alguém que lhe solicita?

Se você o fizer uma vez, irá fazê-lo para todos e isto pode, em breve, destruir o seu tempo e produtividade, para não mencionar a sua autoestima e confiança.

Você irá se ressentir das pessoas que impõem sobre o seu tempo e energia desta maneira e se ressentirá de não ter limites claros de energia. E é o que isto é: uma questão de limites de energia.

É provável que você seja suficientemente intuitivo, como eu sou, para reconhecer a diferença entre as pessoas que têm uma necessidade genuína neste momento e aquelas que estão simplesmente tentando receber informação de você. Eu não respondo bem à manipulação, à intimidação, ou à vergonha espiritual e nem você deveria.

Como você administra os seus limites de energia para cria o equilíbrio energético e evitar ser manipulado pela vergonha espiritual?

Aqui estão algumas diretrizes:

1 – Reconheça os seus limites de energia e não se permita cair na armadilha da manipulação ou na vergonha espiritual. Você é uma pessoa talentosa, maravilhosa e fabulosa que merece ser respeitada e valorizada por quem você é e pelo que faz.

2 – Seja claro sobre o que você irá compartilhar com os outros e o que fica fora deste limite. Desta forma, quando você disser não, você poderá orientar as pessoas para uma opção que irá responder à questão delas sem que você se doe excessivamente, ou que você não seja recompensado pelo seu tempo, esforços e energia.

3 – Não permita que os outros ditem a sua autoestima ou autoconfiança. O julgamento de alguém sobre você não é mais do que a opinião dele e quando for declarado com raiva ou medo, provavelmente não será muito bom, mas isto é problema dele e não seu.

Tenha os seus próprios limites de energia sobre quem você é e o que você merece, e os deixe revestidos de ferro e Teflon para que eles não sejam destruídos a cada vez que alguém ficar zangado com você porque você não está fazendo o que ele quer que você faça.

Torne firme o seu “não” e não se sujeite à discussão e faça isto para todos.

Se você tiver medo de que as pessoas não gostem de você se disser não, então, você dirá “sim” a todos, mesmo quando não queira. Seja firme quando disser não, novamente, isto se trata de limites de energia e persista nisto. Você não pode dizer não em um dia e sim no dia seguinte. Você sabe que deve ser consistente com todos ou eles não irão levá-lo a sério.

5 – Respeite-se o suficiente para valorizar o seu tempo, energia, talentos e habilidades. O que fez para leva-lo a chegar onde você está hoje? Provavelmente muito. Respeite-se, honrando o seu próprio caminho e se não desejar fazer algo, não o faça. Você não deve a ninguém uma longa explicação; um simples “não” é o suficiente, ou você poderia dizer “não agora”, e sugerir uma data ou momento mais conveniente, ou “eu tenho um programa que fornece uma solução para você”.

Finalmente, faça a si mesmo esta importante pergunta: “Se eu disser sim, eu irei me ressentir ou me arrepender?”

Se a resposta a esta pergunta for sim, então, diga não.

Você se sentirá mais respeitado, mais apreciado e mais valorizado quando você reconhecer a sua própria soberania energética e aprender como controlar os seus fluxos de energia. É melhor ter alguém tentando humilhá-lo espiritualmente do que se sentir aproveitado ou desrespeitado e irritado com você mesmo por não ser capaz de dizer “não” quando você quiser e precisar.

É lamentável que a vergonha espiritual seja uma resposta de pessoas que devem se conhecer melhor em virtude de quem elas dizem que elas são, mas estes são tempos desafiadores e todos estão se sentindo um pouco mais distantes.

Eu nunca diria a alguém que ele não era espiritualizado, não importa o que ele estivesse fazendo porque isto simplesmente não é a minha vocação e eu não posso saber qual é o seu nível de espiritualidade. Mas eu também não me distraio muito com alguém que tenta me envergonhar espiritualmente porque eu sei que é um reflexo de sua própria energia e não um barômetro da minha.

E estas pessoas são rapidamente lembradas dos meus limites de energia e lhes é mostrada a porta porque todos nós conseguimos controlar quem faz parte de nosso campo de energia e somente aquelas pessoas que podem “ nos amar, honrar e respeitar” precisam ser incluídas neste espaço.

Esteja ciente de sua própria energia, onde você quer que ela flua, e como você quer interagir com outros e eles com você. Não tema dizer “não” quando for apropriado para você e se você ficar espiritualmente envergonhado pela sua resposta, apenas sorria e saiba que contanto que você se ame, respeite-se e honre-se, isto é tudo o que importa.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - https://lecocq.wordpress.com
http://enlighteninglife.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

LUZ!